fbpx
sexta-feira, dezembro 13, 2019

A Ofensa

Colunista

Categorias

Compartilhar

Sentir-se ofendido é algo que nos acompanha desde a infância. Somos vítimas do famoso “bulling” na escola, em casa e continuamos a sofrer ofensas no decorrer de nossas vidas até o fim.
Percebe-se, no entanto, que muitas ofensas são não intencionais mas elas decorrem de um motivo cultural, ou seja, proveniente do contexto de vida da outra pessoa. Um exemplo muito interessante foi o de uma senhora que recebeu um “elogio” de sua amiga na ocasião de uma festa onde esta lhe disse: – amiga, como você está bonita! Está gorda como uma porca!
Eu acredito que qualquer um de nós se sentiria muito ofendido com tal afirmação. Porém, como a mulher conhecia o contexto de simplicidade que a amiga vivia, morando em um sítio onde criava porcos e que para ela não havia nada mais lindo que uma porca bem gordinha, ela entendeu que realmente se tratava de um elogio.
Outras vezes nos ofendemos com as ofensas dos outros. Pegamos as ofensas alheias e ajudamos a incendiar ainda mais o coração magoado. A Palavra de Deus nos ensina a levarmos a paz entre as pessoas: “Bem aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus”(Mateus 5:9).
Em uma situação de conflito sempre existem os dois lados da história. Mas quando estamos ofendidos o nosso coração endurece e nos deixa impossibilitados de enxergar isso, principalmente quando se trata de alguém muito próximo e importante para nós, como o cônjuge, os pais, irmãos, cunhados, sogros, enfim, alguém que possua um vínculo forte conosco.
A mágoa em nosso coração nos torna amargos e facilmente contaminamos os outros ao nosso redor (Marcos 12:15).
E qual seria a nossa saída para tal situação?
Em Marcos 11:25-26 nos diz que: “quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que vosso Pai, que está nos céus, perdoe as vossas ofensas. Mas, se vós não perdoardes, também vosso Pai, que está nos céus, não vos perdoará as vossas ofensas”.
Nossa única saída será o perdão. Eu preciso entender que sempre existe algo que eu fiz ou que não fiz, que me levou a esse problema. Isso se chama AUTO RESPONSABILIDADE!
Quantas pessoas deixam de conviver com seus avós, seus primos por causa de brigas entre família! Quanto temos perdido de nossas vidas por estarmos alimentando sentimento de vitimização, de ofensa e mágoa!
Dê um basta a tudo isso! Pare de culpar os outros! Chame para você a responsabilidade! Você não precisa ter a razão de tudo! Sempre existe o outro lado da história e se você estiver esperando que o outro lado se arrependa e venha te pedir perdão, isso pode nunca acontecer e você estará perdendo um tempo precioso em sua vida!
Você é o reponsável pela sua vida! Faça algo a respeito!

- Propaganda -

Colunista