fbpx
domingo, setembro 22, 2019

Alimentação x Ansiedade

Colunista

Categorias

Compartilhar

Relação de ansiedade e alimentos

Por ser um estimulante do sistema nervoso, a cafeína pode aumentar a ansiedade em algumas pessoas, por isso os ansiosos devem evitar tomar muito café e, principalmente, suplementos à base de cafeína. Outros alimentos como guaraná e chás (chá preto, chá mate, chá verde e outros chás da camellia sinensis) devem ser consumidos com cautela, pois também são fontes de cafeína. Também é bom evitar o consumo dos seguintes alimentos:

• Gordura saturada, presente em alimentos de origem animal, especialmente as carnes: provoca aumento da inflamação no organismo, prejudicando o sistema nervoso, além de aumentar o cortisol, hormônio do estresse.

• Bebidas alcoólicas: geram rápida sensação de euforia, que pode provocar um efeito rebote logo em seguida, aumentando a ansiedade. Além disso, atrapalham a absorção e a ação de vitaminas e minerais importantes para a liberação de neurotransmissores que controlam o humor.

• Carboidratos refinados (como farinha de trigo, açúcar branco e arroz branco): não são fontes de triptofano e vitaminas e minerais importantes para o controle da ansiedade, como os carboidratos integrais. Também agravam a compulsão alimentar, pois geram rápida sensação de bem-estar e satisfação, mas é uma sensação que passa muito rápido, gerando mais ansiedade e necessidade de comer carboidratos.

- Propaganda -

• Alimentos altamente industrializados: são ricos em aditivos químicos (corantes, aromatizantes e conservantes), que aumentam a inflamação e liberação de cortisol, além de prejudicarem o sistema nervoso.
Algumas vitaminas, minerais e aminoácidos são necessários para auxiliar no tratamento da ansiedade, por isso é importante ficar ligado na alimentação.

• Vitamina C: ajuda a controlar o estresse e reduz o risco de desenvolvermos ansiedade e insônia. A vitamina C auxilia na produção de neurotransmissores responsáveis pelo bem-estar, como a serotonina. Onde encontrar? Frutas cítricas, caju, morango, mamão, kiwi, goiaba, além de vegetais como pimentão e brócolis.


• Vitamina D: manter níveis adequados de vitamina D evita sintomas de ansiedade e até psicose.
Onde encontrar? Alguns alimentos que fornecem vitamina D são gema de ovo, cogumelos e sardinha. Tomar sol – 15 minutos de sol por dia também ajuda a obter a vitamina D.


• Zinco: melhora a qualidade do sono e está envolvido com diversos processos do sistema nervoso, que podem evitar a ansiedade e depressão.
Onde encontrar? Semente de abóbora, soja e castanhas.

Colunista

Samara Neves
Samara Neves
Possui graduação em Nutrição pelo Centro de Ensino Superior de Campos Gerais (2012), teve como monografia um estudo sobre Avaliação Nutricional de pacientes oncológicos. Pós Graduada em Nutrição Clinica Funcional e Fitoterápica. Tem experiência em Nutrição clínica há 4 anos, e PAT (PROGRAMA DO TRABALHADOR), já trabalhou como responsável técnica de um restaurante, e tem experiência de 3 anos como nutricionista em uma panificadora. Gosta de novas experiências, disponibilidade de mudanças, gosta de estudar e sempre estar presente em cursos e palestras. Nutricionista Clínica Funcional e Fitoterápica CRN8: 8410 (42) 99912-5621