fbpx
terça-feira, junho 18, 2019

Colorometria na Micropigmentação em Sobrancelhas

Colunista

Categorias

Compartilhar

Hoje vamos falar com um pouquinho de colorometria na micropigmentação em sobrancelhas. Muito de vocês já devem ter se deparado pelo menos uma vez na vida com sobrancelhas com cores um pouco fora do comum, como cores arroxeadas, avermelhadas, azuladas, verdes e por ai vai…
Estou certa?
Esta mudança de cor pode ocorrer por conta do tipo de pigmento usado, juntamente com o tipo de pele. Ou seja, o resultado pode ocorrer da escolha da cor para o procedimento.
Pode-se dizer que dividimos o tom da pele em dois tipos: pele quente e pele fria. Já os pigmentos divididos em pigmentos quentes, frios e neutros.
Antes de realizar a micropigmentação, para a escolha do pigmento, deve ser realizado uma avaliação com o intuito de identificar o tipo de pele da cliente, para depois concluir sobre o tipo de pigmento a ser usado, por exemplo: se temos uma cliente com uma pele quente e usamos um pigmento de base quente, o resultado provavelmente será de sobrancelhas avermelhadas ou alaranjadas. Eu sempre gosto de dizer que as etapas de cor são: cor mais escura logo nos primeiros meses e com o passar dos meses ele vai clareando; ex: castanhos escuro castanho médio castanho claro, até “desaparecer”, e nunca mudar do: castanho escuro para avermelhado.
A regra básica que um micropigmentador dever seguir na escolha do pigmento é:
Pigmento Artificial + Melanina Natural + Cor Escolhida = Resultado Satisfatório.
Não me estendendo muito a fundo sobre colorometria com vocês, mas com essa pequena base, saberão o que exigir quando forem realizar o seu procedimento. Saberão que a mudança de cor não é normal do procedimento e que sim, podemos ter sobrancelhas lindas e com a cor que sempre desejamos!

- Propaganda -

Colunista