fbpx
sexta-feira, dezembro 13, 2019

Conhecer de Ouvir Falar

Colunista

Categorias

Compartilhar


“Eu te conhecia só de ouvir falar, mas agora os meus olhos te vêem”
Jó 42:5

O conhecimento está na ponta da língua? Definitivamente não! Ele está sim é nas pontas dos dedos. A facilidade e velocidade com que acessamos as informações é impressionante, mas ainda recordo do tempo em que usávamos as famosas enciclopédias para obter conhecimento.

A Bíblia, por muitos séculos, foi objeto de arte com acesso restrito a determinadas castas sociais e eclesiásticas e mesmo depois da reforma protestante, no início do século 16, com as traduções à partir das versões em grego e latim para as línguas modernas, ainda assim o acesso continuava limitado já que grande parte da população à época era analfabeta.

Por muitos anos, portanto, o conhecimento a respeito de Deus era simplesmente comunicado para a igreja. O grande problema aqui é que este conhecimento a respeito da Palavra de Deus, o comunicado, tende a ser superficial em nossos corações. Ele não é capaz de produzir algo transformador por si só em nossas vidas e especialmente que seja de caráter permanente.

O pior é que esse modelo parece existir até os dias atuais quando vemos a igreja, por assim dizer, “terceirizar” seu relacionamento com Deus nas mãos de seus líderes espirituais: buscam viver unicamente das orações e intercessões destes e creem que atender ao culto de domingo somente seja suficiente para conhecer a Deus, mas não ousam buscar por si o conhecimento revelado pelo próprio Deus àqueles que o  buscam. Eles dizem: que Deus fale contigo e você nos comunique.

- Propaganda -

Por outro lado, temos o conhecimento revelado, que é o que advém diretamente do coração do Pai àquele que O busca na intenção de conhecê-Lo mais. Um grande exemplo do que convencionamos chamar de conhecimento revelado vem da vida de Jó.  Ele ilustra muito bem a diferença entre conhecer e se relacionar com Deus de forma religiosa e de ter intimidade com Ele.

A Bíblia conta que Jó era um homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal. Entretanto Deus escolheu provar Jó e de uma maneira que muitos de nós não suportaríamos.

Ele perde tudo o que tem, inclusive seus filhos, e é acometido de feridas da cabeça aos pés. Neste momento, todos a sua volta o incitam a buscar pelo seu eventual pecado oculto que teria movido o castigo divino sobre sua vida quando em meio a seus lamentos e justificações Deus finalmente revela-se a ele de uma maneira magnífica, descrevendo toda Sua glória e poder, misericórdia e amor. Só então, tocado pela presença real de Deus, ele faz uma das mais belas declarações contidas na Bíblia: “Eu te conhecia só de ouvir falar, mas agora os meus olhos te vêem”. Em outras palavras, Jó admite que antes ele sabia de Deus apenas o que havia sido comunicado a ele, de ouvir falar, mas depois deste encontro, ele pôde conhecê-lo na sua plenitude.

Ouse conhecê-Lo além de somente ouvir falar. Ouse conhecê-Lo mais íntima e profundamente!

Faça parte dessa cultura.  

A Cultura do Reino.

Deus te abençoe!

Colunista

Sandro Sloboda
Sandro Slobodahttp://www.umcasamentoperfeito.com.br
Pastor, teólogo, médico e master coach. Fundador do ministério “Um Casamento Perfeito”. Contato: pastorsandrosloboda@gmail.com