15.5 C
Irati
domingo, junho 26, 2022
spot_img

Qual o sentido da vida?

“O sentido existe, e nós temos que descobri-lo, ele está posto no mundo e nós temos que descobri-lo. É uma luz que nos atrai, nos guia.”
Viktor Frankl.

Quem nunca se perguntou sobre isto pelo menos uma vez durante a sua existência?

O filósofo e professor Mario Sergio Cortella afirma que: “Encontrar a si mesmo naquilo que se faz e conseguir se reconhecer – ou conhecer-se de novo nisso”, isto segundo ele, seria ter um propósito na vida.

No livro “Em busca de sentido”, o autor Viktor Frankl relata: “Precisamos aprender que nunca e jamais importa o que nós ainda temos a esperar da vida, mas sim exclusivamente o que a vida espera de nós”.

O sentido na vida – é o sentido do momento! Que pode ser encontrado nas pequenas coisas, no dia a dia, nas situações únicas que vivemos e que nos pede uma resposta, isto pode acontecer, através do que sentimos, fazemos, ou nas atitudes que assumimos diante de situações inevitáveis, e que nos direciona para o sentido da vida.

O sentido da vida – é o que nos faz caminhar ao encontro de nossa missão na vida, é o sentido maior e que transcende a pessoa, em que vai ao encontro do outro através do seu propósito de vida. O supremo sentido – ou sentido da vida – é o que buscamos constantemente. O para quê viver.

Ou seja, não é a vida que vai nos dar uma resposta, mas nós é que precisamos encontrar e dar esta resposta à vida, seguindo este pensamento e a teoria de Frankl ele afirma que cada ser humano é único e singular, que somente a pessoa é que pode encontrar este sentido que já está posto no mundo, e cabe a ela encontra-lo no decorrer do seu processo que é próprio de cada um.

Referência: FRANKL, Viktor E. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. São Leopoldo: Sinodal; Petrópolis: Vozes, 36ª ed., 2014

Relacionados

- Propaganda -spot_img

Mais Recentes