16.1 C
Irati
segunda-feira, maio 23, 2022
spot_img

Seu Vet solicita exames?

A medicina veterinária evoluiu muito, principalmente nos últimos 20 anos. Quando ingressei na UFPR, no ano de 2000, o mercado pet estava apenas iniciando seu desenvolvimento. O cachorro saiu do fundo do quintal, onde ficava amarrado em uma corrente e comendo quirera, e veio para dentro de nossas casas, passando a comer rações altamente específicas e fazendo parte da família. Para mim, que amo animais, isto foi a melhor coisa que poderia acontecer. Antigamente parecia um absurdo solicitar exames complementares para diagnósticos mais precisos, hoje, é um absurdo o veterinário não solicitar exame algum para auxiliar em sua rotina.

 

Seguem alguns exames e a principal finalidade de cada um:

Hemograma – obrigatório em pré-cirurgicos, doenças infecto-contagiosas, check-ups de rotina e em qualquer alteração com febre ou quadro clinico duvidoso;

Bioquímica sanguínea – normalmente acompanha o hemograma e pode ser mais específico, para acompanhar problemas crônicos, como, por exemplo, exames de rim, fígado, pâncreas, hormonais, etc;

Urinálise – solicitado em casos de infecção de bexiga, incontinência ou retenção urinária, lesão de rim, etc;

Fezes – para diagnóstico de parasitas, investigação de funcionamento intestinal, diarreias persistentes, ect;

Cultura e antibiograma – lesões de pele e anexos (ouvidos, olhos), nas quais existem bactérias, normalmente complicadas ou já tratadas anteriormente, com recidiva, e outros;

Cultura fúngica e antifungigrama – lesões de pele e anexos (ouvidos, olhos), nas quais se suspeitem da presença de fungos, e outros;

 

É muito importante ressaltar que estes exames devem ser solicitados por um profissional capacitado para escolher qual a necessidade deles e como interpretá-los. Devem ser coletados de maneira adequada e realizados em laboratório veterinário para que tenham real valor diagnóstico.

Aguarde para mais dicas na próxima edição!

Relacionados

- Propaganda -spot_img

Mais Recentes