20.9 C
Irati
quarta-feira, janeiro 19, 2022
spot_img

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A TRANSIÇÃO CAPILAR

Olá meninas, hoje o assunto é para todas que estão passando ou até pensando em passar pelo processo de transição capilar. A transição é um processo lento que requer muita dedicação e paciência, muitas meninas sofrem durante esse processo, porém, quem busca ter o cabelo natural de volta sabe que tudo isso faz parte. Essa etapa é passageira, e logo a mudança vem e o resultado esperado chega.

Quanto tempo dura a transição capilar?

O tempo de duração do processo vai depender de vários fatores (como o ritmo de crescimento, a química que se utilizava, entre outros) e varia de pessoa para pessoa. Ou seja, não tem um prazo determinado. No entanto, a partir do momento em que ocorre a decisão pela mudança já começa a contar como período de transição. Algumas clientes preferem fazer o big chop (grande corte, em português), assim cortam toda a parte com química em poucos meses. Outras optam por esperar os fios naturais crescerem e vão cortando aos poucos.

O que é o big chop?

O big chop é uma opção para as pessoas que não querem esperar todo o tempo de crescimento do cabelo e preferem deixá-los naturais imediatamente. Não é obrigatório fazê-lo. Porém, quando ocorre a decisão de usar a técnica, é necessário estar preparado para assumir um visual diferente do anterior, com as madeixas bem curtinhas.O BC retira toda a parte com química de uma vez, em vez de ir cortando gradativamente e pode ser feito em poucos meses ou quando a raiz natural já está na metade do comprimento.

Passo a passo da transição capilar

Quer ter os seus cachos de volta? A verdade é que os cabelos lisos podem ter sido moda há alguns anos, mas isso mudou. Nos dias de hoje, o melhor mesmo é se sentir bem consigo e com os seus fios naturalmente lindos. Então, se você decidiu entrar nessa, vou dar algumas dicas do que fazer para ter bons resultados.

Produtos amigos

Abuse dos produtos que estimulam os cachos, como modeladores e ativadores e texturizadores. Eles não recuperam os fios alisados, mas ajudam a disfarçar e cuidar da parte que está cacheada.

Texturização

Ao longo da transição, é normal que os cabelos fiquem com a raiz enrolada e as pontas esticadas, sendo preciso uma ajuda extra para formar cachos nas pontas para igualar os fios. Após a fitagem com um creme de pentear, faça tranças com duas mechas ou torcidinhos, prenda em coque e deixe secar naturalmente ou utilize um difusor com ar frio. Em seguida, solte-o e use um ativador de cachos.

Hidratação, nutrição e reconstrução

Abuse sempre da hidratação e da nutrição. É isso que vai contribuir para que os líquidos e nutrientes sejam repostos, fazendo com que os cabelos tenham maciez e brilho. E, é claro, dessa forma suas madeixas ficarão muito mais bonitas, tornando menos complicado esse momento em que elas costumam ficar com um aspecto estranho. Com a reconstrução, é preciso tomar cuidado! Ela não deve ser feita com muita frequência, para não deixar os fios enrijecidos, sem brilho e sem movimento. De 15 em 15 dias já está ótimo. Feita da maneira correta, ela ajudará a recuperar os cabelos danificados pela química.

O que fazer depois da transição?

Após o tempo da mudança, é importante aceitar como você e seus cachos realmente são. Agora, tudo é novidade, então, aos poucos você vai entender como devem ser os cuidados com seus fios e conseguirá deixá-los do jeito que mais gosta.

Cuide muito bem dos seus cachos

Após chegar no objetivo (que é ter os cachos de volta) não se deve deixar os cuidados de lado. Ao contrário, deve-se procurar entender ainda mais os fios e saber quais tratamentos eles precisam e quais darão os melhores resultados. É imprescindível hidratar, nutrir e reconstruir sempre que necessário. Se você já utiliza o cronograma capilar, ótimo. Se não, esse é o momento ideal para começar. Com o cronograma será possível manter a rotina de cuidados bem-organizada, gerando bons resultados.

Descubra qual é a sua finalização preferida

Durante a transição usamos algumas técnicas de texturização para disfarçar as pontas lisas. Agora a finalização precisa ser diferente, pois não há mais química nos cabelos. Existem várias possibilidades de fazer a finalização dos fios e você deve encontrar aquela que mais agrada, mas não precisa ficar presa a um único tipo. Na verdade, pode variar conforme o momento. Por exemplo: se quer um estilo mais black, após lavar, passe um bom creme de pentear, desembarace e deixe secar naturalmente. E se quiser cachos mais definidos, faça fitagem ou seque com o difusor.

Adriane Camilo
Graduada em estética e cosmetologia pela Unipar, cabeleireira há mais de 11 anos, formada pelas melhores academias como PIVOT POINT. Tenho mais de 20 especializações na área de colorimetria e atualmente sou especialista em mechas e tratamentos capilares.

Relacionados

- Propaganda -spot_img

Mais Recentes